Vereadores de Penha aprovam projeto para execução de plano de prevenção de catástrofe

No fim no ano passado, o vereador Everaldo Dal Posso, o Italiano, do MDB de Penha foi até Brasília, na procura das autoridades do Ministério da Integração Nacional para buscar verba que garanta a prevenção de desastre no morro da Praia de São Miguel, já que naquele ponto há risco considerável de deslocamento de terra.

Em novembro, representantes da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil estiveram na cidade, analisaram a situação, perceberam o eminente risco na região e acabaram aprovando um aporte de cerca de R$ 2 milhões para o Município e a suplementação orçamentária foi aprovada ontem pelo Legislativo, por unanimidade, pelos 11 vereadores da cidade.

Fotos: Divulgação / CMP

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Italiano comenta que atuar na prevenção é fundamental para evitar tragédias “Se prevenir em situações como essa acaba salvando vidas, já que no morro da Praia de São Miguel há risco de deslizamentos” afirmou ao Notícias Vale do Itajaí. “Depois de ocorrer qualquer tragédia não resolve ir atrás de recursos” frisou o vereador.

A verba está disponível desde o dia 21 de dezembro do ano passado, mas a Prefeitura só poderia realizar a licitação após o trâmite na Casa Legislativa. Outra conquista para população através do trabalho de Italiano, que é o atual presidente da Câmara é a garantia de recursos para desassoreamento do rio Iriri, que também deve ocorrer em breve.

O exemplo cabe destaque, uma vez que poucos políticos enxergam a prevenção como oportunidade para todos. Ainda de acordo com ele, cerca de 70 municípios catarinenses aguardam a visita e recursos do mesmo Ministério, mas “Penha saiu na frente pela insistência e perseverança” sendo que a própria casa do vereador serviu como “alojamento” para quem veio de Brasília.

Também tiveram papel fundamental no processo de liberação da verba, o atual vice-presidente da Câmara, vereador Maurício da Costa (Lito, MDB) e o parlamentar Jesuel Francisco Capela (PSDB); Edinéia Corrêa, coordenadora da Defesa Civil de Penha; o engenheiro Orli Carlos Ferreira Junior; Carlos Ribeiro Correia Neto e Adelaide Maria Pereira Naciff da Defesa Civil do Brasil.

Além de hospedar os profissionais na própria casa, Dal Posso também contou com o apoio do Parque Beto Carrero, que cedeu um voo de helicóptero para vista aérea da área onde será realizado o Plano de Recuperação de Área Degradada, notícia positiva para os 32 mil habitantes de Penha.

error: Conteúdo Protegido!!