Suspeito de ter cometido o segundo homicídio de 2017 em Blumenau é preso pela Polícia Civil

A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Blumenau, prendeu preventivamente Adilson Tognoli, de 40 anos, que é o suspeito de ter cometido crime de feminicídio contra Neuza Grassmann, que tinha 47 anos e teve seu corpo encontrado em uma quitinete na Rua Alexandre Krenkel, no bairro Salto do Norte, em Blumenau no dia 09 de janeiro deste ano.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

De acordo com o delegado Bruno Effori, da Divisão de Homicídios da DIC de Blumenau, o suspeito foi interrogado, mas permaneceu em silêncio e por isso a motivação do crime não está esclarecida. Neuza foi morta por esgorjamento (corte no pescoço) e seu corpo foi encontrado pela filha da vítima que sentia a falta de sua mãe por não dar notícias há pelo menos três dias antes.

Ainda conforme Effori, o auxílio do Instituto Geral de Perícias foi imprescindível para confrontar os vestígios deixados no local de crime e identificar o suspeito. O suspeito se apresentava como “Luciano Cabrau” na época do crime. Agora responde ao crime em prisão preventiva na Penitenciária de São Pedro de Alcântara na Grande Florianópolis e está à disposição do Poder Judiciário.

error: Conteúdo Protegido!!