Sistema ERP para indústria, minha empresa precisa desta solução?

Por Fabiana Voltolini Vieira, colunista do Notícias Vale do Itajaí:

 

Dentro do contexto industrial, a gestão de processos e o controle sobre as atividades, materiais e máquinas, é o primeiro passo para uma administração eficiente. Com a complexidade tecnológica e busca constante por aumentos de produtividade, é preciso lançar mão de ferramentas para ajudar neste contexto. É exatamente neste ponto, que o sistema ERP para indústria se insere.

O sistema ERP para indústria vai atuar no controle da produção industrial, na gestão financeira e de trabalhos administrativos.

 

O que um sistema de ERP para indústria precisa ter para ser eficiente?

O ERP é um sistema de gestão integrada. Desta maneira, ele precisa contemplar os principais setores da indústria, para que haja um controle adequado de tudo o que ocorre dentro da indústria.

Por isso, o sistema de ERP para indústria, precisa ter um controle sobre:

– Materiais e insumos;
– Processos de produção;
– Controle de estoque;
– Logística;
– Vendas;
– Contabilidade (toda a integração com a SEFAZ).

Se o sistema de ERP não contar com estes itens, ele pode acabar não contemplando todas as atividades industriais e com isso, não teremos a implementação de um processo de gestão integrada.

É natural que haja questões que não foram colocadas aqui, que são necessárias para determinadas indústrias. Afinal, cada empresa é única e tem questões muito específicas, que precisam ser englobadas pelo sistema de ERP.

Por isso, a flexibilidade do sistema, para o contexto industrial, também é fundamental.

 

4 vantagens do sistema de ERP para indústria

Hoje, uma indústria que quer se manter competitiva, produtiva e alinhada com os conceitos mais atuais de gestão, precisa de um ERP. Sem ele, será muito difícil controlar o processo como um todo.

Veja agora, 4 vantagens de contar com um sistema de ERP em sua indústria:

  1. Setores integrados

Uma indústria possui uma enorme complexidade, pois há muitos processos diferentes, setores e todos acabam sendo interligados. O sistema de ERP vai fazer com que os sistemas sejam integrados entre si. Desta maneira, a gestão será muito mais simples e principalmente, a integração dos processos, será otimizada.

  1. Controle dos processos

Dentro de uma indústria, há processos burocráticos, administrativos, de controle, de produção, de vendas, de entrada de matéria-prima, de estoque e de logística. Controlar isso tudo em um lugar só é fundamental para que os gestores tenham mais controle.

No contexto de indústria 4.0, um novo conceito do setor, o controle dos processo é fundamental.

  1.    Base de dados comum

No atual contexto de gestão de indústrias e outras empresas, a centralização da base de dados é fundamental. Desta maneira, é possível consultar informações, integrar processos e tornar todos os setores mais produtivos.

Além disso, a base de dados comum facilita o trabalho dos gerentes e diretores, pois permite que o controle de determinadas atividades, possa ser feito facilmente e de forma remota.

  1. Integração com diferentes ferramentas

Dentro de uma indústria, há ferramentas muito específicas, que são usadas para melhorar a produtividade e a eficiência. Um deles, por exemplo, é o software de oee, que controla diretamente os processos produtivos, monitorando máquinas e operadores. Com o sistema de ERP, é possível integrá-los e conseguir dados muito mais precisos.

Contar com um sistema de ERP para indústria é fundamental para que haja uma gestão centralizada e eficiente. Sem ele, torna-se muito difícil manter o controle da indústria e limita-se o crescimento da mesma. 


*Fabiana Voltolini Vieira é gerente comercial da filial da Vedois Tecnologia em Timbó (SC), empresa brasileira especializada no desenvolvimento de soluções em automação industrial. E sócia fundadora da Sull Automação, especialista em soluções de AIDC.

 

 

 

error: Conteúdo Protegido!!