Secretaria de Turismo de Blumenau desmente notícia falsa sobre assaltos na região do Museu da Cerveja

Elas partem de provedores localizados em diferentes países, notícias falsas, as chamadas fake news, impactando negativamente em diversas esferas, tanto em órgãos públicos, quando a empresas privadas, incluindo assuntos de interesse público em geral, principalmente os mais relevantes, como eleições e plebiscitos. Causam tantos danos que instituições públicas brasileiras convocam debates sobre medidas que podem ser adotadas para garantir um processo eleitoral democrático e transparente, com a formação de grupo especializado para isso.

Essa semana, mais uma notícia (no mínimo tendenciosa) circula nas redes socais e a ‘vítima’ é a cidade de Blumenau. Publicada por um site que não divulga dados sobre seus responsáveis, tão pouco o endereço físico, notícia relata que o Museu da Cerveja de Blumenau está localizado em ponto altamente perigoso em relação a crimes. Recheado de banner’s publicitários em que o autor recebe comissão por cliques, o sítio da internet coloca o município do Vale do Itajaí como 6º pior destino turístico do Brasil. “Ponto negativo: muitos assaltantes” realça o site.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Atualmente, o Marco Civil da Internet permite empresas como o Facebook a adotar políticas para manutenção ou remoção de conteúdos, casos as informações ofendam os termos de uso, como são, por exemplo, as notícias faltas. Na Declaração Conjunta sobre Liberdade de Expressão e Notícias Falsas (Fake News), Desinformação e Propaganda, órgãos das Nações Unidas trataram da questão, apontando que as fake news corroem a credibilidade da imprensa e interferem no direito das pessoas à informação.

O assunto também preocupa as redes sociais como Twitter e Facebook que estão adotando medidas específicas para evitar que as fake news se proliferem com facilidade. Vale lembrar que tramita no Congresso Nacional um Projeto de Lei que busca tornar crime a divulgação ou compartilhamento de notícias falsas ou “prejudicialmente incompleta” na rede mundial de computadores, a internet.

 

Sobre a falsa notícia do alto índice de assaltos nas intermediações do Museu da Cerveja a Secretaria de Turismo de Blumenau emitiu a seguinte nota:

Com relação à notícia divulgada pelo site Brasil Financeiro, a Secretaria de Turismo e Lazer, gestora do Museu da Cerveja, declara que a informação é inverídica.

Por ano passam pelo espaço em média 70 mil pessoas e não há ocorrências de assaltos. O Museu da Cerveja possui sistema de vigilância por câmeras e servidores que recepcionam e acompanham os visitantes.

Além disso, todos os pertences esquecidos por visitantes são guardados e devolvidos.

 

Foto: Reprodução / Pintrest

error: Conteúdo Protegido!!