Reservistas do 23º Batalhão de Infantaria de Blumenau, que serviram ao Exército em 2005 voltam a se encontrar 12 anos depois

Quem comparece ao alistamento militar, logo que completa 18 anos no Brasil fica angustiado ou ansioso quanto ao servir ou não à Pátria através do Exército Brasileiro. Isso faz parte dos deveres de todos os garotos. No Sul do país, a maioria dos alistados acabam optando por não servir, diferentemente de outras regiões. Já alguns de forma voluntária optam pelo privilégio de passar cerca de um ano em uma corporação que é uma verdadeira escola de civismo.

A maior parte do jovens que nasceram em 1986 e em 2005 prestaram serviço militar através do Batalhão Jacinto Machado de Bittencourt, o 23º Batalhão de Infantaria (BI) de Blumenau, foi voluntário e o espírito de união, da irmandade prevalece até hoje. Através de um grupo de WhatsApp foi possível fazer contato com a maioria dos soldados da 2ª Companhia, e no próximo dia 09, domingo, agora com seus 30 anos de idade a turma irá se reunir novamente para relembrar as aventuras que juntos passaram em um ano praticamente todas as coisas juntos.

Há quem preste o serviço militar e acabe fazendo carreira no ramo, criando uma trajetória de muitas outras histórias além do aprendizado. É o caso de Evandro Heringer, que foi o recruta destaque do Batalhão no primeiro campo e que permaneceu no Exército por mais dois anos e meio no 23º BI. “Ter a possibilidade de reencontrar grandes amigos que passaram juntos a uma das fases mais importantes de nossas vidas, em que apreendemos muitas coisas que não voltará mais, como ser uma pessoa digna e honesta e sempre respeitando ao próximo, é um privilégio.” falou Heringer ao Notícias Vale do Itajaí, sobre o reencontro que acontecerá no próximo domingo.

Fotos: Reprodução / 2ª Cia de Fuzileiros do 23BI (2005)

 

Alexandre Osmar dos Santos, hoje empresário e criador do grupo no aplicativo de mensagens relatou o que motivou para iniciativa. “Tenho um fornecedor que fez parte do NPOR (Núcleo Preparatório de Oficiais da Reserva) há muito mais tempo do que nós serviços, e fiquei surpreso com eles, já que já realizaram vários reencontros. Também imaginava tornar possível um da nossa turma, com a facilidade das redes sociais e whatszap que temos hoje.” comentou Osmar.

Apesar da maioria da turma ser localizada, ainda há quem ainda não teve contato com os irmãos de farda. Por isso quem fez parte da turma da 2ª Cia e queira fazer parte do reencontro, pode entrar em contato com Osmar através do número (47) 98482-9494. O encontro será durante todo o domingo no bairro Itoupava Central, em Blumenau.

Vale lembrar que todos que fazem parte do grupo que estão a postos, caso haja um chamado emergencial de conflitos armados, para defender o Brasil, já que são os reservistas das forças armadas!

error: Conteúdo Protegido!!