Promotora não vê motivos para motorista do Jaguar ser solto em audiência do dia 23

O Notícias Vale do Itajaí esteve na tarde desta segunda-feira (20) no Fórum de Gaspar para uma entrevista com a promotora Andreza Borinelli, referente ao caso do réu Evânio Wylyan Prestini, que está preso pelo crime de trânsito. Borinelli realiza o papel de acusação no processo e respondeu sobre a possibilidade da liberdade após Evânio ser ouvido.

“O manifesto do Ministério Público [quanto a liberdade] só vai existir se a defesa realmente fazer o pedido de soltura, mas pelos depoimentos [de testemunhas] inseridos recentemente não há nada que mude a situação dele [réu] afirmou a Andreza, reforçando que a decisão sobre a manutenção da prisão ou concessão da liberdade, só depende ao juízo.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Receba em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Ainda quanto a possibilidade de um pedido de liberdade por parte da defesa de Prestini – que solicitaram a antecipação da audiência do dia 29 para esta quinta-feira (23) – e da decisão do juiz Leonar Bendini Madalena, a promotora lembrou o posicionamento do desembargador Alexandre d’Ivanenko, no pedido de Habeas Corpus de Evanio.

“O Evanio já teve punição administrativa [multas], não foi suficiente… teve o ilícito civil por conta da colisão de uma Land Rover num bar, também não foi suficiente… e agora veio parar na esfera criminal, pois nada foi suficiente para mudar a postura dele” complementa a titular da 2ª Promotoria Pública de Gaspar, sobre os motivos de mante-los preso.

A audiência que dará a oportunidade do acusado se manifestar está marcada para iniciar às 13h30min, porém ele poderá ficar calado, ou então responder a apenas indagações formuladas pelos seus próprios advogados.

Por conta da possibilidade da concessão de responder o processo em liberdade e para que o julgamento seja levado ao Tribunal do Júri, uma manifestação está marcada para ocorrer em frente ao Fórum, assim como ocorreu na primeira audiência com a presença do réu e das três vítimas que sobreviveram na colisão que envolveu um Jaguar F-Pace e um Fiat Pálio, na BR-470, onde duas jovens perderam a vida no dia 23 de fevereiro deste ano, quando Prestini foi preso em flagrante pela embriaguez ao volante.

Foto: Jefferson Santos / Notícias Vale do Itajaí

error: Conteúdo Protegido!!