Polícia de SP indicia Najila por fraude no caso Neymar

A Polícia Civil de São Paulo anunciou nesta terça-feira (10) que indiciou a modelo Najila Trindade pelos crimes de fraude processual, denúncia caluniosa e extorsão no caso envolvendo o atacante Neymar, do Paris Saint-Germain (PSG).

A decisão, que foi tomada pela delegada Monique Lima, do 11º DP (Santo Amaro), acontece após a conclusão de dois inquéritos que tramitavam envolvendo o astro brasileiro.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Receba em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Além de Najila, o ex-marido da modelo, Estivens Alves, também foi denunciado pelas autoridades. No caso dele, pelos crimes de fraude processual e divulgação de conteúdo erótico.

Em agosto, a Justiça de São Paulo aceitou o pedido do Ministério Público Estadual e arquivou o inquérito que apura a denúncia de Najila contra Neymar por estupro e agressão. A decisão foi tomada pela juíza Ana Paula Gomes Galvão Vieira de Moraes, da Vara de Violência Doméstica e Familiar contra Mulher.

No entanto, a decisão não significa que Neymar foi considerado inocente. Caso novas provas apareçam futuramente, o inquérito poderá ser reaberto.

O crime teria acontecido no dia 15 de maio deste ano, durante um encontro de Najila com o jogador em um quarto de hotel em Paris, na França.

Foto: C.Gavelle / PSG

error: Conteúdo Protegido!!