Polícia Civil esclarece crime de latrocínio contra engenheiro no Vale do Itajaí

Através das Divisões de Investigação Criminal de Itajaí e de Rio do Sul, a Polícia Civil conseguiu elucidar na tarde de ontem, 27, o latrocínio que vitimou engenheiro civil Luiz Piazza Pfeilsticker, de 50 anos, que ocorreu no último sábado (24), na Praia Brava, em Itajaí. Como suspeito foi preso um jovem, de 19 anos, acusado de ser o autor dos 18 golpes de faca contra a vítima, que foi encontrada numa vala por uma mulher que caminhava pelo local e seguiu manchas de sangue.

De acordo com a Polícia, as investigações iniciaram em Itajaí e prosseguiram para Rio do Sul, já que lá foi recuperado o veículo da vítima, que antes de ser abandonado, foi limpo em uma lavação automotiva. Ainda de acordo com policiais, o indiciado era amigo da vítima e frequentava o estabelecimento do engenheiro. A motivação do crime seria por cobranças de dívidas no próprio estabelecimento.

Segundo as investigações, o preso possui residência fixa em Itajaí, mas possui parentes em Rio do Sul e a faca que teria sido utilizada no crime foi localizada, juntamente com as roupas que o acusado usou no dia do assassinato. Os objetos haviam sido ocultados as margens do rio, localizado no bairro Pamplona, em Rio do Sul. A troca de informações entre os policiais de Rio do Sul e Itajaí foi fundamental para o desfecho do caso, que resultou na prisão do autor.

Policias civis de Laurentino também contribuíram com as investigações. O suspeito do homicídio está preso no Alto Vale do Itajaí, preventivamente.

error: Conteúdo Protegido!!