Polícia Civil de Blumenau investigará circunstância de mulher morta após ser atingida por arma de fogo nesta terça-feira (9)

No início da tarde desta terça-feira (9) A Polícia Militar e o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionados para atendimento de uma ocorrência em que uma mulher teria sido atingida por um disparo de arma de fogo. Ela estava na sua residência, localizada na Rua Dos Pescadores, no bairro Velha em Blumenau. Assim que a polícia ostensiva chegou ao local, notou que havia necessidade da comunicação a Polícia Civil e ao Instituto Geral de Perícias (IGP) pelas circunstância em que a vítima foi encontrada, já sem vida.

De acordo com as informações colhidas pelo Notícias Vale do Itajaí, a solicitação de socorro ao SAMU partiu de uma pessoa que relatou que a mulher, que era natural de Ilhota e tinha 58 anos, teria cometido atentado contra a própria vida. Porém segundo o delegado Bruno Effori, da Divisão de Investigação Criminal, e que coordena a Divisão de Homicídios, há muitas controvérsias sobre o caso. “Vamos investigar a circunstância dessa morte em virtude da dinâmica e das controversas indicadas pelo seu marido.” disse Dr. Effori.

“Estamos aguardando o laudo do Instituto Geral de Perícias e do Instituto Médico Legal, para confrontar os elementos dos laudos com as versões apresentadas. Familiares também foram intimados a comparecer a delegacia para que possamos traçar o perfil dessa mulher.” informou ao NVI o delegado responsável pelo caso, que também comentou que a arma, uma garrucha, calibre .22 não possui certificado de registro. O corpo da mulher foi encaminhado ao IML para exame necroscópico.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

No último domingo (7) um homem de 28 anos foi atingido por pelo menos três tiros, também em Blumenau. Ele continua internado no Hospital Santo Antônio. Este ano já foi registrado pelo menos um homicídio na cidade. 2017 foi recordista no número de mortes violentas na maior cidade do Vale do Itajaí, foram 42 assassinatos, de pessoas entre 17 e 65 anos, sendo que a maioria das vítimas possuía ficha criminal.

 

Foto: Gustavo Henrique Tesche / Leitor NVI

error: Conteúdo Protegido!!