Pensando que a Rua Paraíba é pista dupla motoristas se envolvem em acidentes em Blumenau

Por Marcia Pontes, colunista do Notícias Vale do Itajaí:

 

Talvez muitos leitores não tivessem parado para pensar e, quem sabe, lendo esse post o iniciem na dúvida: afinal, a rua Paraíba é pista simples ou pista dupla de mesmo sentido de circulação? Ou é pista simples só até a ponte e se transforma em mão dupla depois dela? Essa também foi a dúvida de dois motoristas que se envolveram em um acidente de trânsito semana passada no cruzamento entre as ruas Paraíba e Dr. Sappelt. Um condutor trafegava pela rua Paraíba, deu seta e quando foi convergir para a Dr. Sappelt se envolveu em um abalroamento longitudinal que arrancou o retrovisor do seu veículo e deixou um raladão de fora a fora na lateral do outro carro. Fulano alegou que a rua Paraíba é mão simples e que, portanto, tinha feito a manobra corretamente; Cicrano contestou dizendo que é uma rua larga que passa dois carros e, portanto, é de mão dupla e que o primeiro motorista teria cortado a sua frente na conversão. Na hora de fazer o Boletim de Ocorrência foram tirar a dúvida com um agente de trânsito que também não esclareceu o enigma: “não tem linha pintada no asfalto dividindo as duas pistas, mas é larga e dá para passar dois carros”, disse.

Outros acidentes como esses com danos materiais são provocados com alguma frequência neste cruzamento na rua Paraíba só que não entram nas estatísticas oficiais do Seterb porque não houve vítimas, motivo pelo qual não foram atendidos pelos agentes de trânsito no local.

 Na hora de lavrar o Boletim de Ocorrência seja no balcão do Seterb ou gratuitamente pelo site da Polícia Civil muitos motoristas fazem declarações equivocadas em cima do que acreditam que seja e não do que realmente é quando se trata de mão simples ou mão dupla na rua Paraíba. Para muitos, só é pista única até a ponte e depois torna-se pista dupla.

Então, vamos esclarecer a dúvida com a ajuda dos técnicos da Secretaria de Planejamento do Município, até porque muitos desses boletins de ocorrência viram peças processuais no Juizado de Pequenas Causas em busca de reparações de danos materiais e até danos morais.

 

A rua é larga, mas de pista simples

Se você é um daqueles motoristas que até hoje acreditava que a rua Paraíba é uma pista de mão dupla com mesmo sentido de circulação agora já sabe que não é. Ficou surpreso? Sim, a rua Paraíba é uma pista de mão simples, para que os veículos trafeguem em fila indiana e não um ao lado do outro como acontece com frequência. Eles só vão se posicionar à direita e esquerda quando se aproximarem do semáforo no cruzamento com a rua São Paulo. Há uma linha contínua pintada no solo nesse ponto.

Tanto o condutor que trafega pela rua 7 de setembro e vai convergir na rua Paraíba quanto o condutor que vem da rua João Pessoa já percebe que ela se afunila. Basta ver as marcas de canalização que são aquelas pinturas “zebradas” no asfalto dando efeito de estreitamento da via. Na ponte da rua Paraíba só passa um carro por vez, mas é depois que o trecho da ponte termina que começam as dúvidas de muitos.

A explicação é a seguinte: as faixas de tráfego devem ter, obrigatoriamente, 2m75cm de largura cada uma para que a sinalização de linhas tracejadas ou de linha contínua possam ser inscritas no solo e assim transformar a via em “pista dupla” de mesmo sentido. No caso da rua Paraíba a metragem é menor e não se pode ter duas faixas de tráfego com 2m50cm cada uma. Por isso, para não fugir às normas e aos manuais de sinalização ela passa a ser pista única, mas acaba ficando larga e até cabem dois carros.

Isso, muitas vezes, só é esclarecido quando os motoristas se envolvem em acidentes de trânsito que acabam sendo decididos na Justiça perante um juiz do Juizado Especial de Pequenas Causas. No caso específico da rua Paraíba no cruzamento com a dr. Sappelt há conhecimento de muitos acidentes com danos materiais por este motivo: há motoristas que juram de pé junto que trata-se de uma via de pista dupla de mesmo sentido de circulação quando, na verdade, é pista única.

Por conta disso, outro tipo de acidente vem preocupando bastante: motoristas que trafegam pela rua Paraíba entram na contramão na rua Dr. Sappelt acreditando que seja mão única. No caso da rua Dr. Sappelt, por se tratar de pavimento de paralelepípedo a pintura de solo dividindo as faixas de tráfego desgasta logo e não chega a durar uma semana.

 

Dicas para evitar acidentes

Uma dica simples, mas que evita muitos transtornos para quem trafega pela rua Paraíba é sinalizar a manobra com antecedência e manter-se mais próximo do lado direito ou esquerdo da via dependendo de onde vai convergir. Assim não sobra espaço para que outro veículo tente seguir em frente e evita o abalroamento. Dar breves toques de aviso no freio para alertar o condutor que trafega atrás e olhar nos retrovisores de dentro e de fora ajuda a evitar a colisão.

Por acreditarem que seja mão dupla muitos motoristas descuidam de olhar a sinalização de seta indicadora de direção do condutor que vai à sua frente e já se precipitam em convergir ou em continuar trafegando lado a lado. As recomendações servem para outras vias de pista simples na cidade que por serem largas dão a impressão de que se trata de pista dupla de mesmo sentido de circulação.

A rua é larga, mas a sinalização na rua Paraíba está de acordo com o Manual Brasileiro de Sinalização de Trânsito, restando aos condutores se orientarem pelas placas e sinalização de solo para compreenderem a diferença.

E se você é um dos motoristas que se envolveu em acidentes na rua Paraíba ou em outras ruas da cidade e precisa de uma prova formal de que a via é de pista simples e não pista dupla basta enviar o questionamento para a Ouvidoria da Prefeitura pelo telefone 156 ou por email para sac@blumenau.sc.gov.br. A sua solicitação é encaminhada por escrito aos técnicos responsáveis pela sinalização viária que lhe enviarão a resposta por escrito no seu email. Além de acabar com a dúvida essa resposta ainda pode ter valor jurídico, se transformar em peça processual e ajudar a decidir uma disputa sobre quem paga o quê em caso de acidente de trânsito.

Tem algum assunto relacionado ao trânsito que você gostaria de ver esclarecido aqui na coluna de trânsito do Notícias Vale do Itajaí? Mande-nos a sua sugestão ou a escreva nos comentários.

 

Saiba onde me encontrar nas redes sociais:

Facebook
Twitter

YouTube
Linkedin
Blog Aprendendo a Dirigir

Minha página de trabalho
Email: thesys@uol.com.br

error: Conteúdo Protegido!!