Pedido de revogação de prisão preventiva e Prestini segue preso em Blumenau

O pedido da revogação de prisão preventiva feita pela defesa de Evanio Wylyan Prestini, empresário de 32 anoss que se envolveu em um grave acidente de trânsito na BR-470, em Gaspar, foi negado pela juíza de direito Camila Murara Nicoletti, ficando com a manifestação contrária realizada pelo Ministério Público de Santa Catarina.

No indeferimento a magistrada afirma que “a prisão preventiva é cabível quando convergentes os requisitos consistentes em condições de admissibilidade, indicativos de cometimento de crime” e “que há prova da materialidade do crime e indícios suficientes para a imputabilidade perfunctória da autoria do acusado.”

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Receba em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Além disso Nicoletti afirmou em sua decisão que “a prisão preventiva é necessária para garantir a ordem pública, a conveniência da instrução criminal e a aplicação da lei penal”. A juíza ainda fez a colocação afirmou que a gravidade do delito justifica a custódia de motorista, que dirigia pela rodovia federal seu veículo Jaguar F-Pace , totalmente embriagado quando colidiu em outro veículo, onde estavam três jovens, resultando em duas mortes e deixando feridas.

“… é inconteste a gravidade concreta do crime, tanto pela morte prematura de duas jovens e o risco de morte para outras três, quanto pela forma como se deu a conduta delituosa.” colocou a Camila em sua decisão, concluindo ainda que Evanio “conduziu veículo automotor sob efeito de bebida alcoólica por longo trecho, expondo em risco a vida de inúmeras pessoas que trafegavam pela Rodovia BR-470”.

A juíza ainda comenta sobre outro caso divulgado pela imprensa, em que Prestini “já se envolveu em outro acidente de trânsito. Na ocasião, colidiu em um bar da cidade de Jaraguá do Sul-SC enquanto estava na condução do veículo Land Rover Evoque” e que os registros de infrações de trânsito em sua Carteira Nacional de Habilitação “demonstra que aparentemente tem por hábito, ainda, descumprir as regras de tráfego.”

Sobre o pedido de transferência de Evanio do Presídio Regional de Blumenau para a unidade prisional de Jaraguá do Sul, mais próxima de sua residência e da família, na decisão a magistrada coloca que deverá ser realizada consulta ao Departamento de Administração Prisional do Estado, que deverá analisar a possibilidade.

Foto: Jefferson Santos / Notícias Vale do Itajaí

error: Conteúdo Protegido!!