Páscoa é doce fonte de renda alternativa

A Páscoa é uma das épocas de celebração para muita gente e também representa uma das datas preferidas dos apaixonados por chocolate e por produtos artesanais, o que proporciona fonte de renda para muitos brasileiros que desejam empreender e também para aqueles que precisam fazer uma renda alternativa diante dos reflexos da economia.

O chocolate é uma boa opção, aliás é o principal produto comercializado no período, tendo em vista que o brasileiro é o quarto maior consumidor do mundo, de acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab), o país ocupa o primeiro lugar no lançamento de produtos feito de chocolate para a Páscoa, conforme pesquisa realizada pela empresa de consultoria britânica Mintel, que afirma que 11% do total dos lançamentos globais foram desenvolvidos aqui.

Fotos: Jefferson Santos / Notícias Vale do Itajaí

Pensando nisso três mulheres moradoras de Blumenau resolveram desenvolver receitas e trabalhos manuais para aproveitar o momento. Jessica dos Santos, desenvolveu embalagens especiais, onde pessoas e estabelecimentos comerciais podem presentear familiares, amigos e clientes com mensagens próprias e originais, inserindo o produto que bem entender e caber no seu bolso. Ela afirma o carro chefe tem sido embalagens para “ovo de colher”.

“A embalagem mais pedida é para o ovo de colher, que pode ser adquirido pelo próprio cliente, ou então eu já faço a entrega com o chocolate embalado” diz Jessica, moradora do bairro Passo Manso. Em média a embalagem com chocolate e colher inclusos custam apenas R$ 5 e a partir de R$ 1 a embalagem, que pode ser adquirida de forma personalizada também para outros tipos de produtos e épocas.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Receba em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Maria Iléia Deluvino e Ana Lúcia Krause, moradoras do bairro Escola Agrícola, produzem de forma artesanal coelhos de pelúcia únicos, que servem para decoração de ambientes. Os bichinhos desenvolvidos por elas custam em média, entre R$ 25 e R$ 70, e elas afirmam que a partir desse momento a venda só está ocorrendo por encomenda, já que o número de vendas foi surpreendente. “Vendemos mais do que esperávamos, o produto tem sido muito bem aceito pelas pessoas” comentou Maria ao Notícias Vale do Itajaí.

O artesão Adriano Correia, também morador do bairro Escola Agrícola, também desenvolve diversos artigos manuais de uso cotidiano, como bolsas, tapetes, trocador de bebês entre outros, também disponibilizou seus últimos dias para desenvolver produtos de Páscoa. De acordo com ele a venda também está sendo bem sucedida e há quem comenta querer mais produtos até para o próximo ano. “A cada dia, venho me surpreendendo com o aumento das vendas, trabalho sempre dando prioridade no atendimento ao cliente e na boa qualidade dos produtos, desta forma venho fidelizando clientes.” fala Correia, que produz coelhos em tamanhos maiores.

“Isso demonstra o forte potencial da Páscoa no mercado. Trabalhamos com produtos de muita qualidade e diferenciados, isso acaba atraindo consumidores fiéis, já que também disponibilizamos de preços bastante acessíveis, o que também nos traz lucro e possibilidade de uma fonte de renda alternativa”, afirma Ana Lúcia.

Interessados na compra das embalagens com ou sem os chocolates pode fazer contato com Jessica, através do telefone 47 98494-7143. Já os coelhos de artesanato podem ser adquiridos através do contato com Ana, pelo 47 99948-0381, com Maria Iléia pelo 47 99951-3630 ou 3327-0596 e com Adriano através do 47 99989-2021.

error: Conteúdo Protegido!!