Oktoberfest Blumenau arrecada cerca de R$ 50 mil para ajudar Antonella

Esta edição da Oktoberfest Blumenau foi sinônimo de solidariedade. Por meio de uma alternativa que a Prefeitura de Blumenau encontrou para, junto ao Ministério Público, ajudar uma bebê blumenauense que tem Atrofia Muscular Espinhal (AME), os visitantes da festa tiveram fazer doações para contribuir com a cura da doença da menina.

Durante a festa, foram arrecadados R$ 49.590 por meio do Oktober Karte para a campanha Ame Antonella. A menina Antonella Garcia Cunha Moro tem apenas um ano e quatro meses de idade e está em busca de um remédio que proporcionará resultados melhores e pode até curar a sua doença neurodegenerativa. Agora, a Prefeitura de Blumenau está aguardando autorização judicial para fazer o depósito na conta dos pais da menina.  

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Receba em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

O município, através da Oktoberfest, se sente feliz em poder ter feito parte dessa corrente em prol da menina Antonella. Lamentamos que o valor arrecadado na festa não tenha sido maior, mas acredito que junto ao restante do valor arrecadado, fará muita diferença no tratamento da pequena. A campanha foi a maneira que encontramos de viabilizar a participação da Oktoberfest e do Município nessa luta e estamos felizes em ter participado”, afirma o prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt.

A ação aconteceu nos Totens de Autoatendimento do Oktober Karte, o cartão para consumo de bebida e alimentação durante a festa. Quando os visitantes finalizavam a recarga do cartão, aparecia uma tela de divulgação da campanha, com opções de doação de R$ 10 e R$ 20. A ação foi possível graças à iniciativa voluntária do Consórcio Oktoberfest Blumenau, formado pelas empresas responsáveis pela logística financeira da festa.

Fotos: Divulgação / Arquivo Pessoal


Ajude Antonella

Antonella Garcia Cunha Moro tem um ano e quatro meses. Em abril deste ano, foi diagnosticada com Atrofia Muscular Espinhal (AME), uma doença rara que atinge a coluna vertebral e causa fraqueza muscular grave e progressiva.

Com doações e uma liminar judicial, a garotinha conseguiu as quatro primeiras doses do Spinraza, único medicamento disponível no mercado até então, porém, não obteve melhoras significativas. Recentemente, foi aprovado nos Estados Unidos um medicamento que proporciona resultados mais eficazes e pode até curar a doença, o Zolgensma, mas o custo desse remédio é de R$ 9 milhões. Para conseguir a tão sonhada cura da menina, a família lançou uma campanha de arrecadação online. Para fazer uma doação, acesse a vaquinha online ou faça um depósito diretamente em uma das contas dela.

error: Conteúdo Protegido!!