O detento do Presídio Regional de Blumenau morto nesta segunda-feira (1º) era acusado de ter assassinado uma professora em 2015

Cristiano de Souza Schaadt, 22 anos, que foi brutalmente morto numa cela do Presídio Regional de Blumenau (PRB) nesta segunda-feira (1º), entre outros crimes, era acusado de ter assassinado a professora Eliane Eroni dos Santos,  em meados de abril de 2015. O corpo de Eliane foi encontrado por uma de suas filhas, que tinha apenas 8 anos, na residência que fica Rua Lourenço da Cunha, no bairro Garcia, região sul de Blumenau. O corpo da mulher estava embaixo de uma cama

O assassino, que na época tinha 19 anos e chegou a confessar o crime, em depoimento ao delegado Ronnie Esteves (que hoje não trabalha mais na cidade), assim que foi preso. Ele era o namorado da outra filha da professora, que na época tinha 16 anos. Juntos o casal fugiram num Fiat Palio Weekend, que era de Eliane e foram presos dois dias depois em numa quitinete de uma pousada, em Porto Belo, Litoral Norte de Santa Catarina.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Na época o caso ganhou grande repercussão no Vale do Itajaí, sendo que em novembro de 2014 após tentar roubar o veículo de uma mulher que saía de um salão de beleza na Alameda Rio Branco, região Central de Blumenau, o jovem havia sido preso em flagrante, mas o o juiz Juliano Rafael Bogo determinou o relaxamento da prisão, naquela ocasião por ter considerado que não havia demonstração de fato da tentativa do crime.

 

error: Conteúdo Protegido!!