MPSC prepara ações de combate a violência contra a mulher

As estatísticas relacionadas aos casos de violência contra mulher e violência doméstica em Santa Catarina não estão sendo positivas, indo ao desencontro inclusive, aos números de outros crimes, como homicídios por exemplo. Para se ter uma ideia somente em Blumenau a Polícia Militar (PM) atendeu 550 ocorrências desse tipo de violência, número que representa um crescimento de 33% em relação ao ano anterior, quando foram geradas 413 atendimentos do gênero.


Dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) demonstram que entre janeiro e novembro do ano passado, em Santa Catarina, foram registrados 105.474 casos de violência doméstica e outros 21.077 de violência contra a mulher, especificamente, além de 3.739 estupros e 84 mortes violentas. Um número extremamente alarmante, que vem preocupando autoridades de todas as esferas e áreas da segurança e do direito, principalmente.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Por conta disso o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) está preparando algumas ações através do Grupo de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, criado em 2016, com objetivo de auxiliar uma ação articulada dos órgãos e meios de proteção, através de ações e projetos voltados á efetivação da Lei Maria da Penha.

Para 2019 um plano de ações de combate à violência doméstica e contra a mulher será elaborado para que o Grupo tenha ainda mais efetividade. Será escolhida uma frente de trabalho priorizando os tipos de violência que mais registraram casos ou aumentos. As metas serão apresentadas numa reunião que ocorrerá no fim de abril.

Foto: Marcos Santos / USP Imagens

error: Conteúdo Protegido!!