Motoristas ficam no prejuízo por conta de buracos na Rua Bahia ocasionados por obra sem sinalização

A Rua Bahia, em Blumenau está em obras de revitalização desde a Ponte do Salto até o Complexo do Badenfurt. É um trecho de aproximadamente 4 quilômetros, que está recebendo intervenção de forma paralela entre a Secretaria de Infraestrutura Urbana (Seinfra) e o Samae, que segue com os serviços de ampliação da rede de água, por conta disso meia pista no sentido bairro/Centro foi aberta.

No início dos trabalhos havia bastante sinalização na região, mas agora que a obra se concentra entre o trevo com a Rua José Deeke, até o Complexo, os cones e fitas zebradas foram deixados de lado, e com isso diversos motoristas estão tendo prejuízos com pneus estourados, em especial quem não conhece a situação cotidiana da via.

Fotos: Jefferson Santos / Notícias Vale do Itajaí

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Na noite desta sexta-feira (9) o Notícias Vale do Itajaí (NVI) flagrou pelo menos 6 veículos com rodas danificadas, sendo que a metade deles teve dois pneus estourados, como um Fiat Pálio, vermelho, de Camboriú e um Renault Fluence, branco de Blumenau, que precisaram ser guinchados do local.

A especialista em trânsito Márcia Pontes, colunista do NVI, afirma que nesses casos o cidadão prejudicado tem direito de receber ressarcimento do poder público. “Basta registrar boletim de ocorrência, reunir fotos do buraco, do acidente e do veículo danificado, ter algumas testemunhas; fazer, pelo menos, três orçamentos do conserto do veículo e juntar os recibos dos gastos para realizar a cobrança” diz a colunista. “Tanto o art. 37, §6º da Constituição Federal, quanto o Código Civil, quanto o Código de Trânsito Brasileiro tratam do assunto.” completou.

O projeto revitalização contempla da via, além da nova rede de água, contempla substituição do asfalto, alargamento em alguns trechos, adequação da drenagem existente em ruas próximas e passeio para pedestres onde não há calçadas no lado direito e prevê ainda calçada com paver no lado esquerdo, no sentido para o Centro, além de ciclovia em alguns pontos. No total a obra deve custar R$ 8,5  milhões.

error: Conteúdo Protegido!!