Motorista embriagado perde filha e cunhada após se envolver em acidente de trânsito no Vale do Itajaí

Uma menina de 10 anos e uma mulher de 58 anos morreram na tarde deste sábado (18), por conta de um acidente de trânsito que aconteceu na Avenida  Expedicionário Alfredo Patrício, em Rio dos Cedros, por volta das 16h20min, após um Ford Fiesta em um rio, às margens da via, numa ribanceira de aproximadamente 15 metros. O carro ficou quase todo submerso e o Corpo de Bombeiros trabalharam no resgate do corpo das duas vítimas. Ainda haviam outras três pessoas no carro, mas já estava fora da água.

De acordo com as informações divulgadas pelo Corpo de Bombeiros Militar, Eliseu Burchinski, que era o motorista e tem 35 anos não precisou ser encaminhado ao hospital, já outros dois passageiros, um homem de 48 anos e uma outra vítima não identificada foi encaminhada para o Hospital Oase, de Timbó, uma pelos próprios Bombeiros e a pessoa não identificada pelo SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas ambas sem ferimentos graves.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

O motorista recebeu voz de prisão ainda no local da cena, já que estava em visível estado de embriaguez. Segundo a Polícia Militar (PM), ele relatou que perdeu o controle do veículo e que havia acabado de sair de um bar, próximo do local do acidente. Foram realizados dois testes de alcoolemia, sendo que o primeiro resultou em 1,32 mg/l e o segundo (contraprova) 1,13 mg/l, o que foi considerado na autuação por crime de trânsito. Ainda de acordo com a PM o veículo foi apreendido e o homem deverá responder por duplo homicídio.

O corpo das duas vítimas foram encaminhados para o Instituto Médico Legal de Blumenau. A criança foi identificada como Letícia Burchinski e sua tia, era Ivone Paterno. Os corpos já foram liberados para os procedimentos fúnebres. Ontem mesmo o juiz plantonista da Comarca de Timbó concedeu a Eliseu o direito de responder o processo em liberdade, mas mediante o cumprimento de algumas medidas cautelares.

error: Conteúdo Protegido!!