Número de mortes por conta de acidente aéreos aumentou em 1100% no decorrer de 2018

2017 foi o ano mais seguro para aviação comercial mundial, pois não houve registro de uma morte sequer por queda de aviões de carreira. Em compensação, o ano de 2018 registrou aumento de mais de 1.100% no número de mortos em acidentes aéreos, que saltou de 44 pessoas em 2017 para 556, considerando voos de cargas e de passageiros, segundo o site da Rede de Segurança da Avião, Aviation Safety Network (ASN).

O pior desastre verificado ao longo do ano passado ocorreu em 29 de outubro, quando uma aeronave Boing 737 Max 8 da Lion Air caiu no Mar de Java, na Indonésia, deixando 189 vítimas fatais que seguiriam para
ilha de Bangka, na própria Indonésia. Sendo que cerca de dois meses antes uma avião Embraer E190 com cerca de cem pessoas caiu em Durango no México e todos sobreviveram. O fato foi apelidado Milagre de Durango.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Apesar dos 15 acidentes fatais que aconteceram em 2018, a ASN aponta que o quadro geral melhorou muito nas últimas duas décadas, colocando o ano passado em nono lugar no ranking de segurança aérea.

Em 2016 a ASN registrou 16 acidentes e 303 vidas perdidas .

Foto: Divulgação / Cruz Vermelha (Equipes da Cruz Vemelha cuidam de vitimas da queda de avião coma mais de cem pessoas na cidade de Durango no Mexico)

error: Conteúdo Protegido!!