Legislativo blumenauense: quem será o próximo presidente?

Hoje (6) é dia de sessão ordinária na Câmara Municipal de Blumenau, e o assunto que mais está em alta em relação ao Poder Legislativo do Município é a escolha da próxima Mesa Diretora. A eleição foi colocada em pauta na última sessão, que ocorreu terça-feira (4), mas o presidente em exercício, Almir Vieira (PP) – após cerca de 30 minutos de suspensão da sessão – anunciou que devido a inscrição de um membro (Zeca Bombeiro do Solidariedade) em duas chapas, a eleição foi impedida.

Almir é um dos concorrente a presidência da Casa, sendo que seu adversário seria o tucano Alexandre Matias, mas de última hora o concorrente do progressista passou a ser o vereador Bruno Cunha (PSB), filiado ao mesmo partido do prefeito Mário Hildebrandt, que está na França em compromisso oficial, enquanto o atual presidente da Câmara, Marcos da Rosa (DEM), exerce o cargo de chefe do Executivo.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

No reinício da sessão de terça, alguns vereadores não compareceram mais ao plenário, sobretudo, os adversários de Almir, que preferem que o atual presidente esteja no seu cargo quando a eleição for colocada em pauta, ou seja, quando os 15 vereadores estiverem presentes. O Notícias Vale do Itajaí fez contato com Vieira, que afirmou que a disputa só será colocada em pauta novamente quando Hildebrandt retornar de viagem.

 

Interesse do governo

Para o governo a situação é bastante delicada, isso por que antes Almir e Alexandre estavam numa disputa acirrada e não muito sadia, a desistência do vereador do PSDB não amenizou a situação. Se de um lado Almir acabou de ser condenado em primeira instância num processo eleitoral, de outro lado Matias está envolvido numa denúncia feita ao Ministério Público sobre possíveis pavimentações de vias, de forma irregular. O nome de Cunha surgiu repentinamente, mas isso também pode não ser muito agradável para Hildebrand, pois mesmo fazendo parte da mesma da mesma sigla atualmente, os rumos tem sido bastante diferentes em algumas ocasiões, o que indica que ainda poderá surgir um nome de consenso para todos os lados.

 

Foto: Rafael Carrasco / CMB

error: Conteúdo Protegido!!