Homem de 65 anos perde a vida ao cair de telhado de casa que estava desmanchando em Blumenau

O Corpo de Bombeiros Militar e a Unidade de Saúde Avançada (USA) do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionados para atender uma vítima que caiu de aproximadamente três metros de altura. Ele estava trabalhando no desmonte de uma residência de madeira na Rua Rudolf Roedel, no bairro Salto Weissbach, quando caiu da armação do telhado. As informações que chegaram até a Central de Emergência era que ele estava lúcido, mas assim que os socorristas chegaram ao local perceberam que a realidade era outra e que o caso era de extrema gravidade.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Já inconsciente, com trauma no crânio e em parada cardiorrespiratória os bombeiros militares iniciaram os primeiros procedimentos de socorro e pediram auxílio a USA, que chegou rapidamente ao local do acidente. Durante cerca de 40 minutos as equipes tentaram a reanimação, com massagem cardíaca, uso de respirador artificial e desfibrilador, porém o idoso não resistiu e o óbito foi constatado ainda no local da cena.

“Assim que chegamos foi constatado que a vítima já estava em parada cardíaca e com uma grande quantidade de líquido estomacal na via aérea. Não dá para gente saber se ele sofreu um mal súbito antes de cair, ou se a consequência do quadro de saúde dele foi por conta da queda em si” explicou o médico da USA, Dr. Fernando Lima“Com as manobras, incluindo entubação e aplicação de drogas, seguindo todo o protocolo universal, observando o extenso tempo de tentativas sem estímulos do organismo dele, acabamos confirmando o óbito, infelizmente” disse o médico socorrista ao Notícias Vale do Itajaí.

Apesar de estar realizando trabalho em altura, não se tem conhecimento de que ele estava utilizando equipamentos de segurança se ele tinha capacitação para essa atividade. “Independentemente se a queda ocorreu por conta de um mal súbito, desequilíbrio, ou ocorrido dano na estrutura onde a vítima estava, o uso de equipamentos de segurança corretos e com o treinamento profissional adequado, poderia prevenir tal fatalidade.”  alerta o técnico de segurança do trabalho, Gerson Orli.

Fotos: Jefferson Santos / Notícias Vale do Itajaí

Assim que a morte foi constatada, o Instituto Geral de Perícias foi até o local para coletar dados e imagens, por se tratar de um acidente de trabalho. O corpo da vítima, identificado como Osvaldo Vicente Marcos, que tinha 65 anos, foi encaminhado ao Instituto Médico Legal e o exame necroscópico deverá apurar a causa da morte. Além dele sua companheira trabalhava no local, que segundo populares é da propriedade de uma cooperativa de crédito, sendo que a madeira da casa casa foi vendida para um terceiro.

 

 

error: Conteúdo Protegido!!