Hildebrandt estima economizar mais de R$ 14 milhões até fim de 2020 com a reforma administrativa

O prefeito de Blumenau, Mario Hildebrandt (sem partido) anunciou na manhã de hoje (13) as mudanças que serão proporcionadas pela segunda etapa da reforma administrativa, que está promovendo para buscar economizar na atual estrutura da Prefeitura. No início de março desse ano, Mario anunciou o início da reforma, com o encerramento das atividades da URB (Companhia Urbanizadora).

Nessa segunda etapa, fusões possibilitarão a extinção de duas secretarias e a integração de autarquia (Seterb) e fundações (Faema, Cultural, Desportos e Pró-Família) resultará no desligamento de 100 cargos comissionados dentro do prazo de 60 dias. “Não estou aqui fazendo política e sim buscando fazer gestão com essas ações” disse Hildebrandt ao concluir que as medidas visam minimizar problemas que podem surgir no futuro, principalmente em relação aos gastos com a folha de pagamento e com serviços prestados aos cidadãos.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Receba em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Com as mudança está prevista a redução e otimização da estrutura do Município, um maior controle de gastos e buscar mais eficiência na prestação dos serviços. Entre as propostas, está a transformação da Fundação Cultural, na Secretaria Municipal de Cultura e Relações Institucionais, a substituição da Fundação Municipal de Desportos em Secretaria, assim como a Fundação Pró-Família, que passará a ser a Secretaria Municipal da Família.

A atual Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária será incorporada pela Secretaria de Desenvolvimento Social e o Parque Vila Germânica passará a ser incorporada pela Secretaria Municipal de Turismo e Lazer. Além disso o Seterb (Serviço Autônomo Municipal de Trânsito e Transporte) passar a ser também uma secretaria, denominada Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte, e a Faema (Fundação do Meio Ambiente) também passará a ter título de secretaria, incorporando a Diretoria do Bem-Estar Animal (Cepread).

“Essas incorporações não mudarão nada para a população e nas atividades dos servidores… as ações continuarão sendo as mesmas, o recurso arrecadado vai continuar com a mesma finalidade, o que muda é o acompanhamento orçamentário” afirmou Mario na coletiva de imprensa ao explicar como funcionará a integração das fundações e autarquias para a administração direta, possibilitando a otimização de estruturas e recursos, inclusive humanos, além dos contábeis.

Salão Nobre ficou lotado por servidores efetivos e comissionados da Prefeitura de Blumenau, que acompanharam a coletiva de imprensa da segunda etapa da reforma.

A estimativa é que no prazo desses dois meses ocorra toda a transição contábil, de pessoal e de trâmites jurídicos. No total, a estimada é de uma economia de R$ 14.189.51,74, até o final de 2020, que segundo o prefeito serão destinados para educação, saúde e também para investimento em obras de infraestrutura, conforme explica Hildebrandt no vídeo abaixo:

Prefeito de Blumenau fala sobre oa destinação dos recursos otimizados com reforma administrativa. Imagens: Jefferson Santos / Notícias Vale do Itajaí

Ainda está prevista uma terceira etapa da reforma, que pode ser anunciada até o fim de maio, quando serão anunciados temas relacionados à concessões, parcerias público-privadas e procedimentos de manifestação de interesse. Em seu discurso, Hildebrandt, fez questão de enaltecer por diversas vezes a importância dos vereadores no processo, já que tudo isso deve tramitar pelo Poder Legislativo, para que tudo ocorra dentro da lei.

error: Conteúdo Protegido!!