Gilson de Souza: “Tivemos ano passado uma eleição totalmente atípica”

Almir Vieira (PP), Jens Mantau (PSDB), Alexandre Caminha (PP), Marcelo Lanzarin (MDB) e Marcos da Rosa (DEM), foram os vereadores de Blumenau entrevistados na semana passada numa parceria entre Notícias Vale do Itajaí e Rádio Bizz FM e esta semana iniciou com Gilson de Souza (PSD), falando sobre o decorrer de seu mandato e o que planeja para o seu futuro político.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Receba em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Assim como a maioria do vereadores entrevistados até aqui, Professor Gilson iniciou sua fala com informações sobre Projetos de Lei apresentados e aprovados e destacou a possibilidade da parada de ônibus fora do ponto e próximo do destino real para deficientes físicos e a revogação de uma lei burocrática, que segundo ele atrapalhava o empreendedorismo, além do foco que tem com relação a educação.

Fotos: Jefferson Santos / Notícias Vale do Itajaí

Com relação a ausência de Blumenau no Congresso Nacional, Gilson fez elogios à atuação do ex-deputado federal e ex-prefeito da cidade, João Paulo Kleinubing (DEM), que atua em Brasília através de um cargo no gabinete do Senador Esperidião Amin (PP), e também do deputado pomerodense, Gilson Marques (Novo), que conseguiram atender algumas das demandas encampadas por Gilson.

“Só olhando o número de pessoas de Blumenau que deixaram de votar, elegeria-se pelo menos um deputado federal e mais dois estaduais.” informou e complementou que optou por não ser candidato nas últimas eleições para cumprir integralmente seu primeiro mandato a vereador. “Foi a culpa dos partidos que lançaram diversos candidatos aqui e acabaram apenas fazendo legenda” resume seu pensamento em relação a não eleição de parlamentar federal por Blumenau.

Ele ainda comentou que em relação a última eleição foi “totalmente atípica” onde os eleitores polarizaram muito e não procuraram representantes políticos e sim um super-herói. Relatando ainda que o “brasileiro tem a mania de querer que alguém resolva o seu próprio problema” e não buscar uma liderança que resolva o problema da coletividade. “Eu espero que o ano que vem as pessoas não façam a mesma coisa” enfatizou.

Confira a entrevista na íntegra em dois vídeos:

Publicado por Rádio BIZZ FM 98,3 em Segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Publicado por Rádio BIZZ FM 98,3 em Segunda-feira, 28 de outubro de 2019
error: Conteúdo Protegido!!