Fundo para a Infância e Adolescência apresenta novos projetos sociais em Gaspar

Em Gaspar, dez projetos sociais serão financiados pelo Fundo para a Infância e Adolescência (FIA), em 2020. Para cada um deles será destinado até R$ 150.000,00. A escolha dos projetos foi realizada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) do município.

As assinaturas dos termos foram realizadas nesta terça-feira (10), no auditório da Prefeitura de Gaspar. Todos os projetos são voltados à promoção, proteção e a garantia dos direitos humanos de crianças e adolescentes de Gaspar que, por meio desses projetos terão acesso à cultura, educação e esportes. Além disso, também há projetos voltados para a integração de crianças com deficiências.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Receba em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Entre as iniciativas selecionadas estão quatro projetos do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), voltados ao empreendedorismo e educação, um projeto da Associação de Pais e Professores da EEB Angélica Costa, com a Banda Musical, também projetos voltados para a saúde mental com o Buscar mudar, promovido pela Comunidade Terapêutica Beth Hayôster. O Clube Musical São Pedro promoverá o projeto Iniciação Instrumental e Prática de Banda de Música, no esporte a Associação Barateiro Futsal Clube realizará a escolinha de Futsal.

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) também teve uma proposta selecionada que tem como objetivo a identificação e acompanhamento periódico do desenvolvimento infantil de bebês expostos a situação de risco ou com atraso global do desenvolvimento, residentes no município de Gaspar. Outro projeto selecionado para pessoas com deficiências é a da Associação Blumenauense de Amigos dos Deficientes Auditivos (ABADA), que propõe a integração e acompanhamento de adolescentes de 14 a 18 anos com deficiência auditiva/surdos.

O secretário de assistência social, Santiago Martin Navia, avalia os projetos. “. Poder oferecer para nossas crianças e adolescentes ações tão inovadoras e complementares, desde esporte, saúde, oficinas profissionalizantes e culturais só mostra o avanço de Gaspar nessas questões. Além disso, esse é o maior investimento do FIA nos últimos três anos, então o próximo ano já se inicia com muitos projetos positivos”, destaca.


Foto: Divulgação / PMG

error: Conteúdo Protegido!!