Festival Catarinense de Culturas Afro do Vale do Itajaí será em dezembro, em Balneário Camboriú

Dentro da programação referente à Consciência Negra, a Comunidade Quilombo Morro do Boi, de Balneário Camboriú, sediará o Festival Catarinense de Culturas Afro do Vale do Itajaí. Patrocinado pela Lei de Incentivo à Cultura do Município (LIC), o evento será em 7 de dezembro, das 8h30min às 15h, e é aberto ao público.

Na programação, que é toda gratuita, estão previstas atividades de formação sobre os símbolos da cultura afro, como oficinas de bonecas Abayomis, turbantes, contos e lendas, capoeira e percussão tradicional. Também haverá apresentações artísticas de cultura afro-brasileira, roda de conversa sobre Afroempreendedorismo e Economia Criativa e exposições de arte afro-brasileira.

Evento itinerante pelas cidades catarinenses, o Festival ocorre pela primeira vez em Balneário Camboriú. O intuito é fortalecer a cultura afro-brasileira e discutir o afroempreendedorismo. “Quilombo” (nome dado às comunidades formadas por negros que fugiram da escravidão) é a temática do Festival, para valorizar as origens da comunidade e ancestralidade dela.

Ações como a do Festival são importantes para valorizar nossa cultura e nossa identidade. A consciência negra acontece todos os dias, não apenas no dia 20 de novembro”, comenta a moradora da comunidade Morro do Boi e oficineira de Bonecas Tradicionais Abayomis, Sueli Leodoro.

O Quilombo Morro do Boi está localizado a cerca de seis quilômetros da cidade, na BR-101, entre Balneário Camboriú e Itapema.

Proposto na LIC pela Associação Quilombola Morro do Boi e por Reginalda Leodoro Fidel, o projeto do Festival é realizado pela produtora Abadá Capoeira.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Receba em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

O projeto foi patrocinado com recursos da Lei de Incentivo à Cultura, que é um Fundo de Cultura via renúncia fiscal da Prefeitura destinado à produção cultural. Preservamos a tradição e incentivamos a inovação a cada edição. Neste ano, a LIC será lançada no início de dezembro com uma valor de R$ 950 mil“, diz a presidente da Fundação Cultural de Balneário Camboriú, Bia Mattar. 


PROGRAMAÇÃO
8h30 – 9h: Abertura

9h – 11h: Oficinas
Oficina de Capoeira
Oficina de Percussão
Oficina de Turbantes Tradicionais
Oficina de Contação de Histórias e Lendas Afro-brasileiras
Oficina de Bonecas Tradicionais Abayomis
Oficina da Mitologia Africana – a simbologia dos orixás
Oficina de Samba de Roda

11h – 14h: Apresentações Artísticas de Cultura Afro-Brasileira

14h – 15h: Roda de Conversa – Afroempreendedorismo e Economia Criativa

9h – 15h – Exposições – Painéis de Arte Afro-brasileira

Todas as atividades são gratuitas, e a classificação etária é livre


Foto: Divulgação / Evento 

error: Conteúdo Protegido!!