Evanio Prestini continua preso após segunda Audiência de Instrução

Após o depoimento de Evânio Wylyan Pestini o juiz Leonar Bendini Madalena, atualmente responsável pela Vara Criminal de Gaspar decidiu por manter a prisão do acusado, por duplo homicídio e três tentados, por conta do acidente que se envolveu na BR-470, em 23 e fevereiro deste ano, sendo que ele estava embriagado quando colidiu o seu Jaguar F-pace com um Fiat Pálio, onde estavam três jovens. A prisão será mantida pelo menos até o dia 29, quando Madalena irá se pronunciar sobre a soltura, ou manutenção da prisão e se o acusado será ou não submetido ao Tribunal do Júri.

A audiência, que inicialmente estava marcada para o dia 29 foi antecipada para esta quinta-feira (23), após um pedido da defesa do acusado, por conta de incompatibilidade de agenda de um dos advogados. A data da audiência, marca os exatos três meses da tragédia, que vitimou Suelen Hedler da Silveira, de 21 anos e Amanda Grabner Zimmermann, de 18 anos, além de deixar Maria Eduarda Kraemer, 25 anos, que ainda se trata das lesões, já que ficou gravemente ferida.

Para as famílias das vítimas, a manutenção da prisão serve como um alívio, pois a família Prestini, sequer ofereceu qualquer tipo de suporte pelas perdas. “Apesar do resultado de hoje, ainda há muita preocupação, mas a gente ainda não sabe se ele vai continuar preso ou solto na próxima quarta-feira” dia Anita Rieve, avó de Amanda. “Minha neta foi tirada de nós sem piedade, nós estamos aqui lutando por justiça, que é o mínimo que a gente pode pedir, para que isso não acontece mais com a filha ou com a neta de ninguém” desabafou a idosa.

Mãe, tia/madrinha e Avó de Amanda se abraçam, ajoelhadas aos prantos, após audiência. Imagens: Jefferson Santos / Notícias Vale do Itajaí

Agora uma outra decisão, será anunciada no dia 29 desse mês e não em meados de junho, como se previa inicialmente. A sentença, que ainda será feita por Leonar e não a titular da Vara Criminal da Comarca. Caberá ao magistrado decidir se Evanio continuará ou não preso e se será submetido ou não ao Júri Popular.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Receba em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Para a defesa, a tese é que como a colisão ocorreu na faixa preferencial do Jaguar, da rodovia, Evânio não seria o causador do acidente. Além disso o advogado Nilton João de Macedo Machado afirmou não ver motivos para que o acusa peça desculpas as famílias das vítimas. Confira na íntegra o que disso o advogado de defesa:

Já para a assistência de acusação o que mais surpreendeu foi “a não demonstração de arrependimento” e que a maior preocupação de Prestini é com a exposição, com a vestimenta na audiência e com a liberação do carro. “Não estão pagando as despesas, as famílias tem dificuldades e isso é o que mais choca” frisou o jurista. Confira o que disse o advogado Honório Nichelatti Junior:

A promotora Andreza Nicoletti, que faz o principal papel da acusação afirmou que durante a audiência de instrução, Evânio respondeu apenas as perguntas de seus advogados e do juízo e reafirmou o que foi dito por Nichelatti, que ele não demonstrou arrependimento, tão pouco pediu desculpas pelo dano que causou. Além disso quanto as perguntas, Evanio falou que não lembra de como as coisas ocorreram, mas confirmou que ingeriu bebida alcoólica. Veja o que disse a promotora:

Já o juiz Leonar, entendeu que o constrangimento dito pelo acusado de resume num arrependimento. “No final deu a tender que estava arrependido” explanou o magistrado além de explicar como o trâmite daqui por diante até o próximo dia 29. Veja a entrevista concedida por Madalena:

error: Conteúdo Protegido!!