Empresa blumenauense de TI cresce 54% no primeiro quadrimestre de 2019

Dados da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) apontam que, em Santa Catarina, o setor da tecnologia faturou R$15,53 bilhões em 2018. A perspectiva nacional para a área é favorável, chegando a 4,9% de crescimento, segundo a consultoria IDC Brasil.

A blumenauense AMcom, focada em desenvolvimento de sistemas tailor made, segue esta tendência do mercado, fechando o primeiro quadrimestre de 2019 com crescimento de 54% em seu faturamento, em relação ao mesmo período do ano passado. O crescimento se deve ao aumento dos negócios na própria base de clientes da empresa, estreitando relacionamento e agregando valor aos contratos.

> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Receba em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

A presidente da AMom, Andréia Rengel, diz que o momento é favorável para investimentos em tecnologia, apesar da situação econômica do país. “As empresas só vão investir em inovação se a solução desenvolvida reduzir custos ou aumentar o faturamento. São as duas grandes preocupações do CEOs no Brasil hoje para passar por esse momento turbulento da economia. Nós podemos ajudar a aumentar as vendas através de tecnologias que permitam ter uma visão melhor sobre o mercado e sobre os produtos“, comenta Andréia.

Entrega de valor

Para agregar valor aos projetos contratados, a AMcom não apenas entrega os produtos ou serviços, mas também analisa de perto a necessidade do cliente e oferece ideias e sugestões do ponto de vista do negócio. Foi o que a empresa fez com um grande cliente do segmento de bens de consumo para aumentar a produtividade da linha de produção. “Nesse projeto aplicamos machine learning para análise de mais de 70 variáveis relacionadas ao desempenho dos colaboradores, com o objetivo de escolher o melhor perfil para cada turno da empresa“, explica Andréia Rengel. Além do machine learning, a empresa também aposta em outras tecnologias de ponta para solucionar problemas utilizando automatização de processos.

Foto: Divulgação/ AMcom

error: Conteúdo Protegido!!