Em Blumenau, programação realça o orgulho da consciência negra

Na próxima segunda-feira (18), inicia em Blumenau o evento Orgulho da Consciência Negra: Educação, Arte e Cultura. A programação, que segue até quinta-feira (21), conta com palestras, exposições e apresentações culturais e acontece na Secretaria Municipal de Cultura e Relações Institucionais (SMC), que fica na Rua XV de Novembro. O evento é promovido pela SMC, pelo Museu de Arte de Blumenau (MAB) e pelo Coletivo Feminista de Mulheres Negras Antonieta de Barros.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Receba em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram


Programação

Dia, 18, segunda-feira, às 19h:

Palestra: Grafite como ferramenta pedagógica na arte educação. Projeto de pesquisa do palestrante Lucas Caetano, graduado em pedagogia pela Faculdade Uniasselvi/Famesul e em pesquisa e prática pedagógica no IFSC Gaspar.

Foto: Lucas Caetano / Acervo Pessoal

O Projeto propõe a valorização da Arte do Grafite, essa linguagem artística que está estampada nas grandes metrópoles do país e do mundo. A utilização dessa ferramenta pedagógica é um apoio para a compreensão da técnica e da arte do grafite relacionando-o com as práticas cidadãs na busca de um espaço prazeroso, saudável e dinâmico, proporcionando a autoestima e a autonomia do sujeito participante. Por se tratar de uma arte contemporânea, é necessário esclarecer algumas inquietações relacionadas ao tema proposto e analisar o contexto histórico. A mediação será feita pelos artistas/grafiteiros Felipe Costa e Pilaco Under.

Nessa mesma noite, os artistas Carolina Gabriela, Felipe Costa e Pilaco Under abrem exposição com painéis artísticos de suas autorias, no Espaço da Memória Cultural de Blumenau (piso térreo da SMC). O Baque Mulher do Maracatu Capivara marcará presença com apresentação.

Pilaco Under e Carolina Gabriela
Fotos: Divulgação / Arquivo Pessoal


Dia 20, quarta-feira, às 19h:

Palestra: Femininismo Negro e Interseccionalidade, com a professora e filósofa Halina Leal, no Auditório Edith Gaertner da Secretaria Municipal de Cultura e Relações Institucionais.

Sobre a palestra: Os processos de opressão feminina, quer em função de um sistema patriarcal ou da intersecção do patriarcado com relações de dominação a partir de origens étnico-raciais, vêm sendo analisados e problematizados cada vez mais. Na palestra Interseccionalidade e Feminismo Negro, serão examinadas e discutidas, por um lado, a inseparabilidade estrutural entre patriarcado, sexismo, racismo e suas articulações que implicam em múltiplas situações de opressão sofridas pelas mulheres negras. Por outro lado, serão analisadas algumas consequências dessas opressões como, por exemplo, o lugar social ocupado por tais mulheres, lugar este muitas vezes caracterizado pela violência, apagamento e não pertencimento a diversos ambientes.

Sobre a palestrante: Halina Macedo Leal é Bacharel em Filosofia pela UFRGS (1998), Mestre em Filosofia pela UFSC (2001) e Doutora em Filosofia pela USP (2005), com estágio na Universidade de Stanford, Califórnia. Possui Pós-Doutorado em Filosofia pela Unioeste (2014). É professora da Furb e líder do Genera – Grupo de Pesquisas em Gênero, Raça e Poder – Furb.

Foto: Halina Leal / Acervo Pessoal


Dias 19 e 21

Visitas mediadas à exposição de painéis artísticos de autoria de Carolina Gabriela, Felipe Costa e Pilaco Under, mediante agendamento pelo telefone (47) 3381-6176.


Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal de Felipe Costa

error: Conteúdo Protegido!!