Comitê da Duplicação da BR-470 pede apoio às federações empresariais de Santa Catarina

O movimento pela duplicação da BR-470, liderado pelo Sindilojas Blumenau com apoio de entidades da região do Vale do Itajaí, está prestes a ganhar mais um importante reforço na próxima semana. Na próxima terça-feira (9), o Comitê da Duplicação da BR-470 vai se encontrar com representantes do Conselho de Federações Empresariais de Santa Catarina (Cofem), que reúne lideranças empresariais de todos os segmentos da economia catarinense e é formado por sete entidades, e secretariada pela Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc). A reunião será realizada na sede da Fecomércio, em Florianópolis, às 11h.

A proposta do encontro com as federações é mobilizar toda a classe empresarial catarinense para ganhar peso na cobrança da conclusão da obra, que representará um grande impulso no desenvolvimento socioeconômico de todo o Estado. Até o momento, a duplicação entre os lotes 1 e 4 – que compreende o trecho de Navegantes a Indaial – está praticamente parada. Felix Theiss, empresário, ex-prefeito de Blumenau e que é o coordenador do Comitê de Duplicação ressalta que o trajeto entre somente entre Blumenau e Gaspar recebe uma média diária de 35 mil veículos e, que as obras iniciadas em 2013 seguem a passos muito lentos e que é vergonhosa a situação em que se encontra as obras de uma rodovia tão relevante para a economia catarinense.

Além do envolvimento das mais de 40 entidades do Vale na mobilização, o Comitê pretende contar a partir desta reunião com o apoio também das sete federações catarinenses: Fiesc, Federação da Agricultura do Estado (Faesc), Federação das Associações Comerciais e Industriais (Facisc), Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas (Fampesc), Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), Federação do Comércio (Fecomércio) e Federação das Empresas de Transporte de Cargas (Fetrancesc).

Para, Glauco José Côrte, presidente da Fiesc, a ampliação da capacidade da BR-470 é uma demanda histórica dos catarinenses, tanto pela dinâmica atividade econômica das regiões do seu entorno, quanto pelo comprometimento da segurança e da fluidez da rodovia, diagnosticado desde o início da década de 1990. O presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt, também ressalta que a duplicação da BR-470 é uma das obras de infraestrutura mais urgentes para o escoamento da produção catarinense, já que dá acesso ao principal porto do Estado, o de Itajaí.

 

Mobilização política

Entre as próximas ações planejadas pelo Comitê estão encontros com a classe política catarinense. Reuniões também estão sendo programadas com senadores, deputados federais e estaduais de Santa Catarina, prefeitos e presidentes das Câmaras de Vereadores do Vale do Itajaí, além do governador do Estado, Raimundo Colombo.

 

*Com informações de Fabiana Roza da assessoria de comunicação do Sindilojas Blumenau e do Comitê da Duplicação da BR-470
Foto: Divulgação / Comitê da Duplicação da BR-470

error: Conteúdo Protegido!!