Celular de Sergio Moro é invadido por hacker

da Agência de notícias Ansa

O celular do ministro da Justiça Sergio Moro foi invadido por hackers, que chegaram a usar o aparelho por seis horas.

A invasão ocorreu ontem (4) e o juiz teve de cancelar a linha telefônica. O caso está sendo investigado pela Polícia Federal.

Moro recebeu uma ligação telefônica por volta das 18h, do próprio número. Apesar de estranhar a chamada, Moro atendeu a ligação.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Receba em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

A tática já é conhecida pelas autoridades e permite que hackers acessem o aparelho. O autor do ataque ao celular de Moro conseguiu usar o sistema até 1h da manhã e mandar mensagens pelo aplicativo Telegram.

O caso levanta uma polêmica sobre a segurança em torno do presidente Jair Bolsonaro, que usa um celular comum para tratar de assuntos de governo e acessar aplicativos como WhatsApp e Twitter.

O presidente tem direito a um aparelho criptografado concedido pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin), mas que não permite a instalação desses aplicativos.

Foto: Isaac Amorim / MJSP

error: Conteúdo Protegido!!