Bolsonaro afirma que ‘Democracia só existe se as Forças Armadas permitirem’

Depois de um tumulto nas redes sociais que obrigou o Palácio do Planalto a emitir uma Nota por conta de uma publicação (que rodou o mundo ontem (7)) de um vídeo com cena obscena no Carnaval, o presidente da República, Jair Bolsonaro deu mais uma declaração polêmica na manhã desta quinta-feira (7).

Ele afirmou, durante discurso para militares, que a democracia só existe se for uma vontade das Forças Armadas. A declaração foi dada em um breve discurso na cerimônia do 211º aniversário do Corpo de Fuzileiros Navais, realizada na Fortaleza de São José da Ilha de Cobras, no Rio de Janeiro. Bolsonaro ainda classificou sua vitória nas eleições de 2018 como uma missão e afirmou que irá governar junto com todos “aqueles que respeitam a família”.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Receba em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

A missão será cumprida ao lado das pessoas de bem do nosso Brasil, daqueles que amam a pátria, daqueles que respeitam a família, daqueles que queremos aproximação com países que têm ideologia semelhante à nossa, daqueles que amam a democracia” disse o mandatário antes de acrescentar que democracia e liberdade só existem quando “a Força Armada assim o quer”.

Além disso, Bolsonaro também reafirmou que os militares serão respeitados na nova proposta para a Reforma da Previdência mas que também precisarão fazer sacrifícios. “O que eu quero aos senhores é sacrifício também. Entraremos sim, numa nova Previdência que atingirá os militares, mas não deixaremos de lado, não esqueceremos, as especificidades de cada força”, afirmou.

Foto: Marcos Corrêa / PR

error: Conteúdo Protegido!!