Bandido com 39 passagens policiais que recebeu liberdade no dia 20 de fevereiro é preso mais uma vez pela PM

Esse é o tipo de fato que leva qualquer cidadão de bem a ficar desmotivação com a retrógrada legislação penal de 1941, que não há sequer sinal de reforma no Congresso. Apenas por possuir “bom comportamento carcerário” Orli Felipe dos Santos Junior, de 19 anos foi libertado da prisão no dia 20 de fevereiro deste anos e já foi detido pela Polícia Militar (PM) novamente sob a suspeita de ter participado de um assalto numa residência em Timbó, no Médio Vale do Itajaí.

O crime ocorreu na noite da última sexta-feira (10), com extrema violência e Orli foi preso em sua casa junto de um comparsa (Josemar Espíndola Pereira), na Rua Ademir Tomaz, no bairro Velha Central, em Blumenau, onde foram localizados diversos objetos roubados da vítima de Timbó, inclusive o veículo, um VW Fox, preto. As armas utilizadas no crime também foram apreendidas e os dois acabaram sendo presos novamente em flagrante.

Tanto Orli, quanto Josemar possuem diversas passagens por crimes graves, tanto em Blumenau e região, quanto no litoral catarinense. Orli, por exemplo, possui envolvimento em 39 boletins de ocorrência, incluindo outros assaltados e prisões e detenções em flagrante, inclusive quando de menor idade. Em um dos casos, conseguiu fugir quando estava aguardando uma audiência no fórum, ao ser conduzido por uma agente do Casep, ao ser apreendido por um crime de grande potencial ofensivo, sendo que também teve envolvimento em explosões de caixa eletrônicos e após sua fuga acabou sendo preso numa operação policial.

Mais uma vez o trabalho incansável de policiais tira de circulação dois elementos do mal, que agem contra vítimas sem dó e sem piedade. Vítimas essas que levarão na memória pelo resto de suas vidas os momentos de tormenta que passaram na mão desses marginais. Coisa que não sai da memória de nenhuma pessoa de bem, como por exemplo o semblante de escarnio que Orli faz cada vez que é preso, tanto para profissionais da imprensa, quanto para os agentes da segurança pública, talvez pelo conhecimento do quanto a legislação vigente tem sido branda consigo.

Imagens: Divulgação / PM

error: Conteúdo Protegido!!