Balneário Camboriú recebe ações para descarte correto e reciclagem de lixo eletrônico

O descarte correto de lixo eletrônico é um processo importante para o meio ambiente, visto que esses produtos contém chumbo, mercúrio, cádmio e outras substâncias químicas que podem causar prejuízos ambientais. Embora exista uma legislação a respeito do descarte destes produtos, apenas 2% do resíduo eletrônico do Brasil é reciclado, segundo dados apresentados em audiência pública da Comissão de Meio Ambiente (CMA) na última quinta-feira (15).

Durante a reunião, foram apresentadas razões para esses números serem tão baixos, uma combinação de vários fatores como dificuldades operacionais de transporte e o custo da coleta, transporte e manufatura reversa. Além disso, há dificuldades para a instalação de pontos de coleta nas cidades, em especial nas menores, e falta de integração das empresas responsáveis pela reciclagem com a atividade dos catadores de lixo. A falta de cultura do brasileiro em destinar seu lixo corretamente também foi apontada como um grande fator responsável pelo baixo descarte correto de lixo.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Receba em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Ações regionais

Em Balneário Camboriú, o Núcleo de Desenvolvimento Sustentável, da Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú (Acibalc), instalou pontos de coleta permanentes pela cidade destinados à reciclagem. Só no primeiro semestre de 2019, 2.385kg de resíduos eletrônicos foram coletados. Com este trabalho, 2,7 toneladas de gás carbônico deixaram de ser emitidos no município, o equivalente a 54 carros rodando durante uma semana.  

No momento, são cinco pontos de coleta: a sede da Acibalc, Hospital do Coração, UniAvan, Camvel e Apae BC. Os interessados podem destinar resíduos como computadores, notebooks e periféricos; telefones, celulares e carregadores; impressoras, estabilizadores, no-break fontes; monitores e televisores; fios, cabos e outros eletrônicos.

Resíduos de pilhas, baterias, lâmpadas fluorescentes, tonners e cartuchos, cd/DVD, fitas VHS, disquetes e eletrodomésticos linha branca não poderão ser descartados nos pontos de coletas.


Foto: Divulgação / Acibalc

error: Conteúdo Protegido!!