Assaltantes mortos em tentativa de assalto em Ascurra residiam em Blumenau e possuíam fichas criminais extensas

Dois assaltantes que foram surpreendidos por vigilantes numa tentativa de assalto na noite de ontem (4) acabaram morrendo após troca de tiros.  Os dois suspeitos de terem invadindo uma casa localizada no bairro Guaricanas, em Ascurra, volta das 22h, chegaram numa motocicleta armados e renderam uma senhora de 51 anos e dois vigilantes.

Segundo as informações divulgadas pela Polícia Militar (PM), a senhora acabara de oferecer café a dois vigilantes minutos antes da chegada dos criminosos, que exigiram que todos ficassem despidos, momento em que os vigilantes conseguiram se soltar e iniciaram luta corporal, sendo que um conseguiu pegar a arma dos próprios criminosos e disparar contra eles.

Um dos vigilantes teve o braço atingido por um disparo, quando a arma ainda estava com os marginais. Por conta dos tiros, um dos suspeitos, identificado como Jefferson Luiz Fischer da Cunha, morreu dentro da casa da vítima, sendo que o outro, Gilmar Hermes, de 30 anos, conseguiu correr por cerca de 400 metros, mas acabou não resistindo, caindo e falecendo à beira da estrada.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Tanto Jefferson, quanto Gilmar residiam em Blumenau, e possuíam fichas criminais extensas, sendo que que ambos já tiveram presos no Presídio Regional de Blumenau. A maior parte dos crimes relacionados aos dois indivíduos era justamente relacionado a furtos e roubos, a maioria na cidade onde residiam.

A casa assaltada ontem, já foi roubada outras vezes e fica a cerca de 300 metros do restaurante da família, que serve em média 800 refeições por domingo, e o resultado do trabalho da família deve ter atraído a atenção de quem prefere ganhar o dinheiro “fácil” do mundo do crime.

Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal de Blumenau e identificados no decorrer desta segunda-feira (5) Jefferson está sendo velado em uma das capelas mortuárias do Cemitério São José, onde também deve ser sepultado, enquanto o corpo de seu comparsa está sendo velado na capela mortuária do Cemitério Municipal da Rua João Pessoa, onde também de ser sepultado.

 

Foto: Jefferson Santos / Notícias Vale do Itajaí (Arquivo)

error: Conteúdo Protegido!!