Aeroporto de Navegantes registra recorde histórico de passageiros em 2018

O Aeroporto Internacional de Navegantes – Ministro Victor Konder, registrou, em 2018, recorde na movimentação de passageiros. No ano, foram contabilizados um total 1.908.506 passageiros, mais de 322 mil pessoas a mais do que o registrado em 2017, resultando em um incremento de 21,45% no ano.

De acordo com as informações divulgadas pela Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), a superintendente do terminal aeroportuário, Andreia Nandi, o resultado se obtive por uma séria de fatores, o principal dele foi a recuperação gradual da economia brasileira, que contribuiu para o aquecimento dos ramos dos negócios e também de lazer.

A maior movimentação de passageiros em navegantes acorreu em janeiro, quando foi registrada a movimentação de 192.546 embarques e desembarques, seguidos pelos meses de julho e outubro, com 175.544 e 174.828 passageiros, respectivamente. Esses dados demonstram que a região tem suma importância para o turismo, já que foi procurada em épocas de férias e das festividades típicas.

Outro fator interessante são as operações diárias do voo internacional para Buenos Aires e a nova rota Foz do Iguaçu, com três operações por semana. Em relação de quem chega e sai, as cidades de Penha, Itajaí, Balneário Camboriú e Blumenau foram as principais cidades de chegada e/ou saída dos passageiros, com uma média diária de 5.289 pessoas decolando ou aterrissando em Navegantes.

Quarenta e quatro operações regulares entre pousos e decolagens são operadas pelas companhias Gol, Latam, Avianca e Azul, que interligam o Vale do Itajaí a diversos destinos, como Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo e Campinas (SP) e Foz do Iguaçu, além da Argentina.

Movimentação de Carga

A movimentação de carga também registrou alta no terminal. Segundo a Infraero o Terminal de Logística de Carga (Teca) do aeroporto, foram 5.364,2 toneladas processadas, 55,8 a mais do que no ano anterior. A importação predominou espaço, com quase a totalidade da movimentação, sendo que a maior parte das cargas foram recebidas pela indústria farmacêutica e médica.

Foto: Jefferson Santos / Notícias Vale do Itajaí

error: Conteúdo Protegido!!