A disputa para eleição da mesa diretora do Legislativo blumenauense

As últimas sessões da Câmara de Vereadores de Blumenau foram atípicas, isso porque o que está em alta é a disputa à presidência, que até ontem (22) – data da última sessão ordinária – haviam apenas dois nomes para o pleito, o do progressista Almir Vieira e o do tucano Alexandre Matias, deixando o Executivo numa “sinuca de bico”, principalmente pela disputa acirrada, apesar de que nenhum dos nomes representam oposição ao governo.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Matias conta com apoio de alguns vereadores, como Gilson de Souza, do PSD, que ocuparia a vice-presidência da Casa, além de Ricardo Alba, do PSL, que afirma abertamente que não vota em Almir. Ainda Jens Mantau (PSDB) e Bruno Cunha (PSB) sinalizam voto para o atual líder de governo, que é Matias. Esse grupo já sinaliza uma possível vitória, mas não abrem quem mais estaria apoiando o quinteto.

De outro lado, Vieira, que prefere ser mais moderado em relação ao “canto de vitória”, afirma que teria o apoio de oito vereadores. Jovino Cardoso (PROS), Adriano Pereira (PT) – que fez uma denúncia ao Ministério Público (MPSC) recentemente que envolve Matias – são exemplos disso, pois apesar de não declarem abertamente voto ao vereador do PP, deixam claro que não apoiam o outro candidato.

Sylvio Zimmermann, do PSDB, demonstra que não prestará apoio ao seu colega de partido. Zimmermann seria, inclusive, o vice-presidente de Almir, podendo assumir a presidência posteriormente. Ele diz que sempre mantém diálogo com todos “e o diálogo é sempre importante” , além de afirmar que estaria na disputa da presidência caso tivesse anuência de seu partido.

 

Terceira via

É bastante interessante para o prefeito Mário Hildebrandt, que o próximo presidente da Câmara de Vereadores, conte com o apoio da maioria dos demais. Por tanto, talvez haja possibilidades, ainda que remotas, que surja uma terceira via. Adriano Pereira, disse, de forma um pouco extrovertida, que poderia ser candidato, mas em princípio não teria apoio da base.

Marcelo Lanzarin (MDB), que é o atual secretário da mesa diretora, disse ao Notícias Vale do Itajaí (NVI), que acompanha todos os fatos e que se colocou à disposição como um nome de consenso. Ele afirmou ainda que a denúncia no MPSC enfraquece Matias, porém no terceiro andar da prefeitura, o nome de Lanzarin não está soando fortemente.

“A disputa para mesa diretora virou uma concorrência doente por cargos” comentou o vereador Oldemar Becker (DEM) ao NVI. Ele deixou claro que não estaria disposto em participar da disputa e que ela “será definida nos últimos segundos”. “Estou preocupado em atender a comunidade e não pela disputa de cargos” concluiu.

Apesar da tendência por Matias, tudo indica que a definição para a disputa por parte  do governo surgirá após a viagem de Hildebrandt à Nice, na França, entre os dias 25 e 29 de novembro, para uma visita técnica a órgãos públicos para contato com práticas inovadoras e eficientes de gestão. Enquanto isso, o atual presidente do Legislativo, Marcos da Rosa (DEM) comandará pela segunda vez a Prefeitura.

 

Foto: Jefferson Santos / Notícias Vale do Itajaí (Arquivo)

error: Conteúdo Protegido!!