4 suspeitos de envolvimento em tiroteio em Suzano responderão a inquérito policial

A Polícia Civil de São Paulo prendeu ontem (11) mais dois homens suspeitos de terem envolvimento no ataque realizado na Escola Professor Raul Brasil, em Suzano, localizada na região metropolitana da capital paulista. O ataque à escola, ocorrido na manhã do último dia 13, quando 10 pessoas foram executadas por dois ex-alunos, de 17 e 25 anos, armados.

>> Curta o Notícias Vale do Itajaí no Facebook
>> Siga o Notícias Vale do Itajaí no Twitter
>> Receba em primeira mão nossas notícias via WhatsApp
>> Entre no no canal do Notícias Vale do Itajaí no Telegram
>> Acompanhe o Notícias Vale do Itajaí no Instagram

Das vítimas, duas pessoas eram funcionárias da escola, cinco eram alunos, um comerciante e os dois atiradores. O tiroteio deixou ainda 11 feridos.

Na quarta-feira (10), um homem de 47 anos acusado de vender o revólver e a munição usada pelos dois atiradores também foi preso e no dia 19, a polícia também apreendeu um adolescente de 17 anos, amigo de um dos jovens atiradores, sob a acusação de que ele também participou do planejamento do atentado. Desde então o adolescente está em uma unidade da Fundação Casa.

O adolescente pode permanecer internado por até 45 dias, após esse prazo, Justiça deverá se pronunciar a respeito de uma sentença definitiva, que pode durar no máximo três anos. A defesa do indivíduo – que não pode ter a identidade relevada por conta da legislação – nega que ele tenha qualquer envolvimento com o caso.

Foto: Rovena Rosa / ABr

error: Conteúdo Protegido!!